Quantcast
Smart Cities

Londres vai ter ‘cidade de 15 minutos’ e vai recorrer a ferramentas digitais para a tornar real

Londres está a preparar-se para criar um bairro onde a prioridade serão as pessoas e não os carros. Segundo o explicado pelo site Smart Cities World, trata-se de Newham, que vai ver o governo investir 40 milhões de libras para tornar possível o projeto.

De acordo com o explicado, para trazer este projeto à vida, a localidade vai recorrer a dois serviços da VivaCity, parceira no projeto, que irá ‘medir’ todas as alterações através de dois programas: Shared Spaces e Connected Neighbourhoods.

 

“Os sensores do VivaCity, que fornecem informações detalhadas e anônimas sobre o uso e os comportamentos das estradas, foram especificados para realizar o monitoramento de tráfego multimodal. Isso inclui informações de dados de trânsito e viagens ativas, que serão usadas para quantificar e comunicar o retorno do investimento”, explica a referida publicação.

A ideia, ao implementar este conceito nesta localidade, é que o programa se traduza em espaço públicos mais vibrantes, mas também um sentimento mais forte de comunidade.

 

O município espera, assim, que uma mudança modal de carros para viagens sustentáveis, quer a pé, quer recorrendo a transportes públicos ou alternativas de mobilidade suave, ​​resulte numa redução de emissões e melhoria da qualidade do ar, aumento do tráfego pelas ruas e comércio, além de criar uma melhor sensação de segurança e bem-estar para as comunidades.