Quantcast
Smart Cities

Bruxelas paga até 900 euros a quem trocar carro por outros modos de mobilidade

As grandes cidades estão numa luta acérrima para baixar as emissões de carbono no seu interior. Muitas são as iniciativas levadas a cabo pelo mundo fora, mas durante os últimos meses, Bruxelas deu um passo impressionante, oferecendo uma compensação financeira aos cidadãos para que abandonem o carro como meio de transporte na cidade.

Segundo o explicado pela imprensa internacional, com o programa Bruxell’air a decorrer já desde 2006, o município passou o incentivo para que os habitantes deixem o carro em casa de 500 para 900 euros, no máximo.

 

A ideia é que o montante oferecido pelas autoridades locais   possa ser usado para comprar equipamentos para bicicletas, um passe de transporte público ou um serviço de compartilhamento de carros, sendo que o programa passa agora a estar sob a direção das autoridades ambientais da cidade.

O valor do bónus a atribuir a cada cidadão será estabelecido de acordo com os rendimentos anuais auferidos por cada agregado familiar. Porém, pessoas com alguma incapacidade terão direito ao valor máximo, independentemente de terem ou não rendimentos mais elevados.

 

Para se ter uma ideia, os 900 euros serão atribuídos a agregados de apenas uma pessoa que aufiram menos de 37.600 euros por ano ou para coabitantes e casais que ganhem, em conjunto, 52.600 euros durante os 365 dias do ano.