Quantcast
Smart Cities

Quase 60% dos portugueses trocaria carro da empresa por orçamento para mobilidade

A Free Now anunciou durante os últimos dias o resultado de mais um estudo desenvolvido pela empresa em conjunto com a Kantar, percebendo que os portugueses estão recetivos a trocar o carro da empresa por um orçamento para mobilidade.

Segundo o explicado, 57% dos inquiridos mostrou-se a favor desta opção, mostrando-se também que os trabalhadores estão crescentemente recetivos a ideias de  “cidades mais verdes e de deslocações mais rápidas e eficientes é cada vez mais uma prioridade”.

 

Para mais, entre os benefícios globais de mobilidade mais populares para os colaboradores (53%) portugueses afirmaram que um Orçamento de Mobilidade os encorajaria a ir mais frequentemente ao escritório, sendo que, apesar disso, 46% dos inquiridos acreditam que a tendência será para uma redução das viagens em contexto de trabalho.

Na verdade, o estudo permitiu ainda “perceber os aspetos mais inconvenientes da utilização de um carro particular para os portugueses, nomeadamente o custo dos combustíveis (33%), o tráfego congestionado (29%), seguido da poluição (22%) e da falta de estacionamento (20%)”.

 

Confira outras conclusões do estudo:

  • Novo estudo revela que as necessidades de mobilidade na sociedade estão a mudar rapidamente em toda a Europa após a pandemia.
  • O desejo de ter um automóvel próprio está a perder terreno, visto que 57% dos portugueses abdicariam do seu automóvel da empresa e substituiriam esta opção por um Orçamento de Mobilidade. Este esquema de benefícios é uma alternativa às viagens de negócios tradicionais, pois oferece aos colaboradores um subsídio mensal para viajarem utilizando todos os meios de transporte disponíveis na app da FREE NOW.
  • 73% dos inquiridos considerariam atrativo se o seu empregador financiasse como alternativa o Orçamento de Mobilidade, colocando Portugal como o terceiro país da Europa com mais interesse em ter disponível esta opção, ficando apenas atrás da Itália e Roménia.
  • 53% dos portugueses admitiram que iriam mais frequentemente ao escritório se tivessem disponível um Orçamento de Mobilidade.
  • Ainda assim, o estudo da FREE NOW revela que os portugueses, em comparação com o resto da europa, ainda são dos mais ligados ao seu próprio carro da empresa.
  • 78% dos colaboradores exigem que as suas empresas reduzam ativamente as emissões e promovam alternativas de mobilidade mais ecológicas.
  • Ao mesmo tempo, apenas 1 em cada 4 inquiridos diz que o seu empregador está atualmente interessado nas emissões causadas pela mobilidade dos seus colaboradores que se deslocam para o trabalho ou em viagens de negócios.