Quantcast
Transportes de passageiros

Quase 50% dos motoristas profissionais na Europa revelaram interesse nos veículos elétricos

Quase 50% dos motoristas profissionais na Europa revelaram interesse nos veículos elétricos

Mais de 40% dos motoristas profissionais (46%), inquiridos num estudo da FreeNow, mostraram interesse em veículos elétricos, sendo que os inquiridos irlandeses (60%) se destacam em relação aos inquiridos portugueses (37%).

As conclusões do estudo da app de mobilidade, que analisou o interesse, as atitudes e barreiras, face à transição elétrica, dos motoristas ativos na plataforma e as empresas de Táxi e TVDE na Europa, mostram que mais de metade dos inquiridos irlandeses (52%) estão mais dispostos a mudar para veículos elétricos do que os portugueses, com uma percentagem de 32%.

 

Os obstáculos apontados pelos motoristas como pelas empresas do setor à mudança para veículos elétricos, em Portugal, são o preço de compra (45%) e a curta duração da bateria (26%).

Mais de 40% dos inquiridos, cerca de 43%, em Portugal, não pondera de todo a compra de um veículo elétrico usado e, na Alemanha, segundo comunicado “(…) a relutância é ainda maior com 70% a responder negativamente”.

 

As motivações, em Portugal, apontadas para considerarem a mudança para veículos elétricos são, para 50%, a poupança e, para 25%, os custos mais reduzidos em manutenção e reparação.

A condução mais suave (76%) e o menor ruído (72%) são alguns dos benefícios identificados, pelos inquiridos portugueses, de conduzir um veículo elétrico.

Subscreva a nossa newsletter e não perca os principais projetos em termos de mobilidade na cadeia de abastecimento.