Quantcast
Transporte de mercadorias

DB Schenker reforça parceria para testar camiões a hidrogénio

A DB Schenker anunciou durante os últimos dias estar a aprofundar a sua colaboração com a empresa hylane, organização empresarial que se dedica ao aluguer de dispositivos que faz parte da DEVK e que é especializada no fornecimento de soluções abrangentes de transporte baseadas em hidrogénio no setor logístico.

A ideia é que a hylane colabore no fabrico de vários veículos da marca Hyzon, sendo que durante junho, a empresa realizou uma visita para ver o seu primeiro camião de células de combustível em Groningen, Países Baixos, nas instalações da Hyzon, fabricante de camiões movidos a hidrogénio que trabalha em parceria com a hylane.

 

Segundo o explicado, com vista a acelerar a sua transição energética, a Hyzon entregará o veículo à DB Schenker até ao final de 2022, sendo que este deverá depois ser testado em ambiente real.

“Estou muito satisfeito pelos progressos que estamos a fazer no desenvolvimento de um veículo a hidrogénio para o transporte terrestre. Este marco será um passo importante no nosso caminho para um serviço rodoviário neutro em carbono”, disse Helmut Schweighofer,diretor geral da DB Schenker na Europa.

 

“Estamos orgulhosos por apoiar o trabalho pioneiro da DB Schenker com os nossos camiões”, disse Sara Schiffer, diretora geral da hylane. “Esta parceria com a DB Schenker demonstra que a hylane satisfaz os mais elevados padrões exigidos pelas principais empresas de transporte para operações logísticas mais sustentáveis. Juntos, continuaremos a trabalhar para fazer avançar a utilização de camiões de hidrogénio na Europa”, concluiu.

A DEVK/hylane e a DB Schenker iniciaram a sua colaboração há quase dois anos. Ambas as empresas compreendem a importância do hidrogénio para a transformação do setor dos transportes e estão, portanto, a trabalhar em conjunto para capitalizar os seus pontos fortes e avançar nesse sentido.

 

“Os camiões de células de combustível oferecem várias vantagens no transporte de longo curso em comparação com os veículos de bateria elétrica: a carga útil máxima é maior, o alcance é mais longo e o processo de reabastecimento é comparável ao do diesel”, explica-se em comunicado.

A DB Schenker planeia iniciar ensaios no terreno com estes camiões em estradas específicas e com clientes selecionados no início de 2023.