Quantcast
Transportes

Fevereiro marca o arranque da distribuição eletrificada da Aldi na Grande Lisboa

ALDI Portugal Camiao eletrico scaled

A Aldi confirmou que já no próximo mês de fevereiro passará a fazer a distribuição dos produtos pelas suas lojas da Grande Lisboa recorrendo à utilização de  um camião elétrico.

Segundo anunciado através de comunicado, o novo modelo de entregas em loja surge na sequência de uma parceria com a transportadora TJA, proprietária e responsável pelo projeto desenvolvido em exclusivo para a ALDI.

 

De acordo com nota enviada às redações, “além de ser a primeira viatura pesada de mercadorias 100% elétrica a operar para um retalhista alimentar em Portugal, este camião é também o primeiro a contar com a certificação PIEK, que reconhece veículos e equipamentos que ao operar geram ruído abaixo dos 60 decibéis, o que possibilita as descargas noturnas sem causar perturbações ao nível do ruido em áreas urbanas e residenciais”.

“Com uma autonomia de 180km e uma capacidade máxima de 26 toneladas (capacidade de transporte aproximada de 18 paletes standard), o novo camião elétrico da ALDI Portugal conta ainda com um motor de frio e apresenta como principais características o seu baixo ruído, os circuitos independentes de reduzido consumo energético e o funcionamento 100% elétrico”, sintetiza-se na nota.

 

“Este novo camião permite-nos reduzir ainda mais o impacto da nossa atividade e, reforçar o nosso compromisso para com a proteção do ambiente e do clima, para além de ser um projeto pioneiro em Portugal. O objetivo é que, ao mesmo tempo, que proporcionamos aos nossos clientes uma experiência de compra simples, rápida e fácil com tudo o que precisam, possamos assegurar que este trabalho é feito sem pôr em causa o nosso planeta”, conclui Wolfgang Graff, CEO da ALDI Portugal.

Além da parceria entre a ALDI e a TJA, o projeto contou com a colaboração das empresas MAN, fornecedor da viatura, da Addvolt, responsável pelo pack de baterias adicional, a Carrier que forneceu o motor a frio e a Costa&Reis que, em conjunto com a Dhollandia, ficou responsável pela caixa de frio e plataforma de descarga.